domingo, 26 de setembro de 2010 | By: Beatriz Santos Gonçalves

Um encontro, uma senha, um desejo incontrolável.

"Luz de velas, candelabros, um pouco de seda e cetim.
Olhares perdidos, enigmáticos, descobridores.
Rostos, lágrimas, sorrisos, escândalos,
Ocultados pelas máscaras.

Um encontro, uma senha, um desejo incontrolável.
Amantes que se escondem, se encontram.
Desencontros, despedidas.
Um encontro de lábios, um toque,
Dois corações acelerados.

Amantes que em meio ao baile se entregam ao deleite da calada da noite.

Ocultos pela multidão, desvendados pelo luar.
Amores impuros, amores santos.
Ou apenas amores. Amantes.
Dois corações, que por entre as estrelas unem-se em um só corpo.

Lágrimas, suspiros, delírios.
Romances, devaneios, uma alegria incontida.

Encontros ocultos pela seda,
Pela música,
Pelo baile,
Pela mascára."
(Baile de máscaras - Beatriz Santos Gonçalves)