sábado, 17 de setembro de 2011 | By: Beatriz Santos Gonçalves

Por isso cante, chore,dance e viva intensamente antes que a cortina se feche!

"A idiotice é vital para a felicidade.

Gente chata essa que quer ser séria, profunda e visceral sempre. Putz! A vida já é um caos, por que fazermos dela, ainda por cima, um tratado? Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável: mortes, separações, dores e afins.

No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota! Ria dos próprios defeitos. E de quem acha defeitos em você. Ignore o que o boçal do seu chefe disse. Pense assim: quem tem que carregar aquela cara feia, todos os dias, inseparavelmente, é ele. Pobre dele.

Milhares de casamentos acabaram-se não pela falta de amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas pela ausência de idiotice. Trate seu amor como seu melhor amigo, e pronto.

Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselho pra tudo,soluções sensatas, mas não consegue rir quando tropeça?

hahahahahahahahaha!...

Alguém que sabe resolver uma crise familiar, mas não tem a menor idéia de como preencher as horas livres de um fim de semana? Quanto tempo faz que você não vai ao cinema?

É bem comum gente que fica perdida quando se acabam os problemas. E daí,o que elas farão se já não têm por que se desesperar?

Desaprenderam a brincar. Eu não quero alguém assim comigo. Você quer? Espero que não.

Tudo que é mais difícil é mais gostoso, mas... a realidade já é dura; piora se for densa.

Dura, densa, e bem ruim.

Brincar é legal. Entendeu?

Esqueça o que te falaram sobre ser adulto, tudo aquilo de não brincar com comida, não falar besteira, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço,não tomar chuva.

Pule corda!

Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, rir alto e lamber a tampa do iogurte.

Ser adulto não é perder os prazeres da vida - e esse é o único "não" realmente aceitável.

Teste a teoria. Uma semaninha, para começar.

Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que realmente são:
passageiras. Acorde de manhã e decida entre duas coisas: ficar de mau humor e transmitir isso adiante ou sorrir...

Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração!

Aliás, entregue os problemas nas mãos de Deus e que tal um cafezinho gostoso agora?

A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso cante, chore,dance e viva intensamente antes que a cortina se feche!"

(Seja um idiota! - Arnaldo Jabor)



Confesso que tem um bom tempo que quero trazer esse texto pra cá!
Mas minha internet problemática sempre caía na hora da postagem...
Já que hoje ela deixou birra postei correndo!


Sim, como já disse, amo e muito os textos do Jabor, ele escreve bem pra cara**o!
Sempre me identifico em alguma no texto...



No momento é só rapeize!
Beijocas e bom fimde pra quem fica por aqui! ;)

Fui-me!_o/

Obrigado mamãe!

"Quando você achou que eu não estava olhando, eu vi você pendurar meu primeiro desenho
na porta da geladeira,
e imediatamente, quis fazer outro desenho.

Quando você achou que eu não estava olhando, eu vi você
alimentando um gato perdido,
e aprendi que é muito bom tratar bem os animais.

Quando você achou que eu não estava olhando,
eu vi lágrimas em seus olhos,
e eu aprendi que, às vezes, coisas nos machucam,
mas que é permitido chorar.

Quando você achou que eu não estava olhando,
eu vi você fazer para mim o meu bolo favorito,
e aprendi que pequenas coisas podem ser
muito especiais na vida das pessoas.

Quando você achou que eu não estava olhando,
eu vi você rezando e eu soube que há um Deus
com quem eu podia sempre conversar e aprendi a confiar neste Deus.

Quando você achou que eu não estava olhando,
eu senti o seu beijo de boa noite.
Senti-me amado e protegido. Eu vi você fazendo comida
e levando para uma amiga que estava doente.
Eu aprendi que todos nós devemos nos ajudar e cuidar dos outros

Quando você achou que eu não estava olhando, eu vi você
cuidar da nossa casa e de todos que moram nela,
e eu aprendi que temos que cuidar de tudo que nos foi dado.

Eu aprendi, como uma das maiores lições de vida,
que eu precisava aprender com você
a ser uma pessoa boa e produtiva quando crescesse.

Quando você achou que eu não estava olhando,
eu olhei para você e quis dizer:
"Obrigado por todas as coisas que eu vi quando você
pensou que eu não estava olhando.
Obrigado mamãe!"


(Quando você achou que eu não estava olhando - Autor desconhecido)

quarta-feira, 14 de setembro de 2011 | By: Beatriz Santos Gonçalves

Dance, dance, dance... Won't you take my hand and we'll... dance, dance, dance!



"Dance, dance, dance
If you wanna dance
Go, go, go
You are ready, no?
Dance, dance, dance
Won't you take my hand and we'll
Dance, dance, dance, dance
Wooooooahh
Wooooooahh
Ohhh yeah

Tonight's gonna be the night when we come undone.
And everybody's watching
I'm not sure
If you can really handle the heat I bring on the dance floor

It's our favorite song
You don't even have to sing along
Count to five, we come alive
And this is the chance I've been waiting for, so

Dance, dance, dance
If you wanna dance
Go, go, go
You are ready, no?
Dance, dance, dance
Won't you take my hand and we'll
Dance, dance, dance, dance
Ooooh

There's not a two-step
Do you regret,
Livin' life with you and it feels like gold!
....
I'm so ready
To lift two hands and spin you around

It's our favorite song
You don't even have to sing along
Count to five, we come alive
And this is the chance I've been waiting for

Dance, dance, dance
If you wanna dance
Go, go, go
You are ready, no?
Dance, dance, dance
Won't you take my hand and
We'll dance, dance, dance, dance

When fifteen minutes is all it took
To give into the power of the unseen hook
You were just seeming so naturally
Is it the dancing, or is it me?
Me.
Is it me?

I'm not the kind of boy to sing
Your love flew down and just took me away
Lately, oh lately, may I say,
When I'm with you, everything's ok

Dance, dance, dance
If you wanna dance
Go, go, go
You are ready, no?
Dance, dance, dance
Won't you take my hand and we'll
Dance, dance, dance, dance
Woah!

When fifteen minutes is all it took
To give into the power of the unseen hook
You were just seeming so naturally
Is it the dancing, or is it me?
Yeah!
Or is it me?
Woooooah
Woah"

(Cameron Mitchell - Dance, dance, dance (If you wanna))


Bom, confesso que tou um pouco viciada nesse cara...
Toda a vez que ouço essa música me dá uma vontade louca de levantar da cadeira e dançar...

Enfim, fiquei triste quando ele decidiu desistir do 'The Glee Project', acho que ele era perfeito para a série, maaaaas...

Pelo menos achei o álbum que ele tinha feito antes de entrar no projeto, e achei o som incrível! Simplesmente não páro de ouvir!


Enfim galera...

Por hoje é só!

Beeeeijos
terça-feira, 13 de setembro de 2011 | By: Beatriz Santos Gonçalves

Legal mesmo é mulher de verdade. E daí se ela tem celulite? O senso de humor compensa…

"Tenho horror a mulher perfeitinha. Sabe aquele tipo que faz escova toda manhã, tá sempre na moda e é tão sorridente que parece garota-propaganda de processo de clareamento dentário?
E, só pra piorar, tem a bunda dura!!!
Pois então, mulheres assim são um porre.
Pior: são brochantes. Sou louco?
Então tá, mas posso provar a minha tese. Quer ver?
a) Escova toda manhã:
A fulana acorda as seis da matina pra deixar o cabelo parecido com o da Patrícia de Sabrit. Perde momentos imprescindíveis de rolamento na cama, encoxamento do namorado, pegação, pra encaixar-se no padrão “Alisabel”, que é legal…
Burra.
b) Na moda:
Estilo pessoal, pra ela, é o que aparece nos anúncios da Elle do mês. Você vê-la de shortinho, camiseta surrada e cabelo preso? JAMAIS! O que indica uma coisa: ela não vai querer ficar desarrumada nem enquanto estiver transando. É capaz até de fazer pose em busca do melhor ângulo perante o espelho do quarto…
Credo.
c) Sorriso incessante:
Ela mora na vila dos Smurfs? Tá fazendo treinamento pra Hebe? Sou antipático com orgulho, só sorrio para quem provoca meu sorriso. Não gostou? Problema seu. Isso se chama autenticidade, meu caro. Coisa que, pra perfeitinha, não existe. Aliás, ela nem sabe o que a palavra significa…
Coitada.
d) Bunda dura:
As muito gostosas são muito chatas. Pra manter aquele corpão, comem alface e tomam isotônico (isso quando não enfiam o dedo na garganta pra se livrar das 2 calorias que ingeriram), portanto não vão acompanhá-lo nos pasteizinhos nem na porção de bolinho de arroz do sabadão. Bebida dá barriga e ela tem H-O-R-R-O-R a qualquer carninha saindo da calça de cintura tão baixa que o cós acaba onde começa a pornografia: nada de tomar um bom vinho com você.
Cerveja?
Esquece!
Melhor convidar o Jorjão…
Pois é, ela é um tesão. Mas não curte sexo porque desglamouriza, se veste feito um manequim de vitrine do Iguatemi, acha inadmissível você apalpar a bunda dela em público, nunca toma porre e só sabe contar até quinze, que é até onde chega a seqüência de bíceps e tríceps.
Que beleza de mulher.
E você reparou naquela bunda?
Meu… Deus!!!

Legal mesmo é mulher de verdade. E daí se ela tem celulite? O senso de humor compensa… Pode ter uns quilinhos a mais, mas é uma ótima companheira de bebedeira. Pode até ser meio mal educada quando você larga a cueca no meio da sala, mas adora sexo. Porque celulite, gordurinhas e desorganização têm solução (e, às vezes, nem chegam a ser um problema). Mas ainda não criaram um remédio pra futilidade. Nem pra dela, nem pra sua!

E tem outra …. mulher bonita demais e melancia grande, ninguém come sozinho!!!"

(Arnaldo Jabor - A bunda dura)



Sumi... ando sem tempo, tentando equilibrar trabalho e faculdade à noite..

Enfim, queria trazer esse texto já faz quase um ano...
Adoro o Arnaldo, as suas crônicas e a ironia que muitas vezes escreve..

e sim, concordo muito com o texto..

Não possuo corpo de modelo, tou longe de ser miss, odeio alface e gosto da minha boa cerveja no fim de semana...
Sou feliz da minha maneira... tenho que me ame desse jeito... faço os meus exercícios por saúde, e que porque gosto... ponto final!


Enfim galera, volto aqui quando der algum tempo, e talves trago até uma música que andei compondo na viola... infelizmente é a única coisa que andei escrevendo...

Beijocas, fui-me! _o/
terça-feira, 31 de maio de 2011 | By: Beatriz Santos Gonçalves

E na seqüência tomaria mais um gole disso que é você e depois outro e mais um e ainda outro e outro antes do fim.

"Entregar-se ao momento, descobrir a própria alma nos gestos refletidos no outro. Um encontro inesperado, as propostas indecorosas da vida e o clímax de um acaso-não-ao-acaso. Quando as coincidências se confundem com a intenção futura e a vontade pregressa. Momentos fazendo química de substâncias nada elementares, quando palavras se tornam vapor exalado de misturas.

Tornar-se o próprio veneno, exposto à corrosão do que lhe vai por dentro, lastro ácido e atroz que lhe atravessa os vasos e se oferece ao ar, cercando seu corpo como um pensamento, ou o desenhar de um gesto, ou um cheiro que não se reconhece mas que a ninguém aturde como a si mesmo, nem que se quebrassem todos os pratos, todas as janelas e arrebentasse as portas antes de sair, como se fosse possível sair deste vagar pelo seu circo particular de horrores, nem mesmo assim desmancharia o espanto.

Ainda que conseguisse deixar o labirinto, não livrar-se-ia das escolhas, dos tantos caminhos que se descortinam. Nem derrubadas todas as paredes, libertar-se-ia de tudo, na inexorável queda do fruto de Newton. No pecado da gravidade, despencando até você. O entorpecer dos sentidos, mergulhar no abismo de suas sombras. Passado e presente quebrando os ossos como se desafiando mente e corpo a serem ainda sólidos. A peçonha por sob a pele, pulsando para anunciar o tempo.

E na seqüência tomaria mais um gole disso que é você e depois outro e mais um e ainda outro e outro antes do fim."

(Física e Química - Coisas à 4 mãos _ Autor desconhecido)


Gente, que correria!
Exatos um mês que não venho aqui, e nem tenho tempo mais pra escrever...
Sinto tanta falta, vou aproveitar que vou a paraty nesse fim-de-semana para escrever algumas coisas....

No momento é só galera,
quando tiver um tempo eu volto!

Fui-me!_o/
Beijocas
sábado, 30 de abril de 2011 | By: Beatriz Santos Gonçalves

Todo mundo irá supor que és feliz...

"Sorri quando a dor te torturar
E a saudade atormentar
Os teus dias tristonhos vazios

Sorri quando tudo terminar
Quando nada mais restar
Do teu sonho encantador

Sorri quando o sol perder a luz
E sentires uma cruz
Nos teus ombros cansados doridos

Sorri vai mentindo a sua dor
E ao notar que tu sorris
Todo mundo irá supor
Que és feliz"

(Charles chaplin)
sábado, 26 de março de 2011 | By: Beatriz Santos Gonçalves

Em que espelho ficou perdida a minha face?

"Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios, nem o lábio amargo.
Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha este coração que nem se mostra.
Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
Em que espelho ficou perdida a minha face?"
(Retrato - Cecília Meireles)


Eu ando bem sumida, mas a verdade é que eu mal tenho tempo pra parar aqui e publicar alguma coisa..

Trabalho de manhã dando aulas no laboratório de química do Salesianos, estudo de noite na UFRJ, e de tarde mal me sobram três horas pra resolver tudo o que eu tenho que fazer...


Trouxe um texto da Cecília, fazia um bom tempo que não a trazia pra cá..
Tentarei publicar mais alguma esse fim de semana...

Comecei a escrever um texto, mas não consigo sair da metade dele, então... Se eu acabar eu publico aqui!

No momento é só pessoal, desculpe-me o sumiço, tentarei vir aqui mais vezes..
Beijocas, Fui-me!_o/
terça-feira, 8 de março de 2011 | By: Beatriz Santos Gonçalves

Pensamos em demasia e sentimos bem pouco.

"O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos.

A cobiça envenou a alma dos homens... levantou no mundo as muralhas do ódios... e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e morticínios.

Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria.

Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco.

Mais do que de máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido.

(Charles Chaplin - O Último discurso, do filme O Grande Ditador)"
sexta-feira, 4 de março de 2011 | By: Beatriz Santos Gonçalves

E os palhaços somos nós, em nosso carnaval particular...

“Quanto riso,
Oh quanta alegria...

É mais um carnaval que chega para alegrar de novo as multidões,
Curar os desamores, esbanjar as alegrias...

Em meio à multidão, vemos mais de mil palhaços no salão...
Risos, e mais risos... Iludidos pela embriaguês, pelo ritmo acelerado dos corações...

Em meio a multidão estamos nós, e dentro de nós a nossa verdadeira magia.
É carnaval,
Peça a peça retirada, a mostra apenas os nossos corações acelerados...
É a festa é apenas uma desculpa para extrapolar cada desejo, cada fantasia...

A multidão bêbada e feliz, canta...
Quanto riso, Oh quanta Alegria...
Mais de mil palhaços no salão...

E os palhaços somos nós, em nosso carnaval particular...”
(Folia - Beatriz Santos Gonçalves)



Bom galera, sem muitas palavras por hoje...
Só estou aqui mesmo porque o texto me veio em meio a um bloco da carnaval hoje, e eu não podia deixá-lo escapar...

Não sei se publico mais alguma coisa nesse carnaval, então..
BOM CARNAVAL À TODOS!
Vamos brincar com responsabilidade!!


Beijos, Beijos!
Fui-me!_o/
quinta-feira, 3 de março de 2011 | By: Beatriz Santos Gonçalves

E saiu do apartamento sentindo-se mais mulher do que nunca...

"Chegou no apartamento dele por volta das seis da tarde e sentia um nervosismo fora do comum. Antes de entrar, pensou mais uma vez no que estava por fazer. Seria sua primeira vez. Já havia roído as unhas de ambas as mãos. Não podia mais voltar atrás. Tocou a campainha e ele, ansioso do outro lado da porta, não levou mais do que dois segundos para atender.

Ele perguntou se ela queria beber alguma coisa, ela não quis. Ele perguntou se ela queria sentar, ela recusou. Ele perguntou o que poderia fazer por ela. A resposta: sem preliminares. Quero que você me escute, simplesmente.
Então ela começou a se despir como nunca havia feito antes.

Primeiro tirou a máscara: "Eu tenho feito de conta que você não me interessa muito, mas não é verdade. Você é a pessoa mais especial que já conheci. Não por ser bonito ou por pensar como eu sobre tantas coisas, mas por algo maior e mais profundo do que aparência e afinidade. Ser correspondida é o que menos me importa no momento: preciso dizer o que sinto".

Então ela desfez-se da arrogância: "Nem sei com que pernas cheguei até sua casa, achei que não teria coragem. Mas agora que estou aqui, preciso que você saiba que cada música que toca é com você que ouço, cada palavra que leio é com você que reparto, cada deslumbramento que tenho é com você que sinto. Você está entranhado no que sou, virou parte da minha história."

Era o pudor sendo desabotoado: "Eu beijo espelhos, abraço almofadas, faço carinho em mim mesma tendo você no pensamento, e mesmo quando as coisas que faço são menos importantes, como ler uma revista ou lavar uma meia, é em sua companhia que estou".

Retirava o medo: "Eu não sou melhor ou pior do que ninguém, sou apenas alguém que está aprendendo a lidar com o amor, sinto que ele existe, sinto que é forte e sinto que é aquilo que todos procuram. Encontrei".

Por fim, a última peça caía, deixando-a nua
"Eu gostaria de viver com você, mas não foi por isso que vim. A intenção é unicamente deixá-lo saber que é amado e deixá-lo pensar a respeito, que amor não é coisa que se retribua de imediato, apenas para ser gentil. Se um dia eu for amada do mesmo modo por você, me avise que eu volto, e a gente recomeça de onde parou, paramos aqui".

E saiu do apartamento sentindo-se mais mulher do que nunca."

(Martha Medeiros - Strip-Tease)


Confesso que parei de escrever um pouco.. =/
Não por falta de vontade, é falta de tempo mesmo!
Comecei o trabalho essa semana, e ser professora não é fácil!
Pelo menos minha aula é no laboratório de química, então fica meio difícil ter 100% uma rotina. E fora que cada turma é diferente, então..

Mas enfim!
Não vou negar, estou gostando e muito do trabalho!
O pessoal do salê é bem divertido, não tem como ficar um ambiente chato... Uma equipe daquelas mesmo!


No momento é só, vou aproveitar que o carnaval tá aí, e como eu não gosto, pra organizar um pouco as minhas coisas e de repente até voltar a escrever...

Beijos pessoal!
Fui-me!_o/
segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011 | By: Beatriz Santos Gonçalves

Tua presença posso sentir...

"Hoje a minha mente começou a sonhar...
E sem mais comecei a imaginar, a ti...

Tudo, enfim, se transformou.
Pressentimento, forte, crescente por dentro...

Não me importa quando,
Se cedo ou tarde,
Sinto que irás chegar,
E em seu coração vou me encontrar...

Ainda tenho que esperar,
Não te conheço ainda...
Mas irei esperar, até que você chegue...
Pois sei que será mágico, intenso, único.
Tanto amor pra te entregar,
esperando que você chegue....

Imagino-te próximo a mim,
Tua presença posso sentir,
É mágico, único...."
(Beatriz Santos Gonçalves - 19/03/2010)


Gente, sério mesmo...
Desculpa o sumiço.. =/
Estou me enrolado com o lance da faculdade e estou arrumando a papelada pra começar um estágio, então tá realmente corrido e mal tenho tido tempo pra mim...

Bom, esse texto já tem quase um ano, e tem um tremendo significado pra mim, pelo menos pelo o que aconteceu no dia seguinte...
Por isso trouxe ele aqui...

No momento é só, quero ver se consigo trazer mais um texto ainda hoje...
Pelo menos pra recompensar o tempo perdido...

Beijocas!
Fui-me!_o/
sábado, 8 de janeiro de 2011 | By: Beatriz Santos Gonçalves

O suficiente pra você me roubar de mim...

"Toque de mãos,
Toque de lábios,
Toque de pele...

Carinho, chamego, cafuné...
...Carícias

Toque,
Ou simplesmente um toque de olhar.

A mais sublime transmissão de desejos,
sentimentos.
De si...

Um toque, um simples toque,
O suficiente pra você me roubar de mim..."
(Toque - Beatriz Santos Gonçalves)

Como disse, tentaria voltar ao rítmo de publicações quando voltasse de minas.
Estou no Rio desde o dia 04, mas só hoje tive enfim um tempinho pra aparecer por aqui...

Confesso que estou um tanto ansiosa, as notas estão começando enfim a sair, e estão vindo boas... só resta ficar na torcida agora...

Tenho aguns textos escritos, que escrevi em minas, e devo publicá-los para começar a trazer rítmo de novo aqui.

No momento é só pessoal,
Qualquer dia apareço por aqui!
Beijocas!
Fui-me!_o/
sábado, 1 de janeiro de 2011 | By: Beatriz Santos Gonçalves

A multidão bêbada e feliz anuncia em uníssono. Feliz Ano Novo!

"Os fogos estouram no céu,
A contagem anuncia a chegada de mais um novo ano...
Lábio sedentos, buscam-se em meio a multidão.

Junto aos gritos de saudação ao novo ano, a chuva chega para lavar tudo de ruim que o velho deixou...
A música alta, os corpos balançando em um só movimento...
Molhados pelo suor, pela chuva.
Um misto de desejo, paixão e saliva.

A multidão bêbada e feliz anuncia em uníssono.
Feliz Ano Novo!"
(Ano novo - Beatriz Santos Gonçalves)

Bom gente, passando realmente rapidinho aqui.
Apenas para deixar votos à todos de um feliz ano novo, com muita paz e tudo de bom.

Que esse 2011 seja ainda mais realizador do que o 2010 foi..
Beijinhos à todos,
Volto ao rítmo de publicação normal quando voltar de minas!
Fui-me!_o/