domingo, 3 de outubro de 2010 | By: Beatriz Santos Gonçalves

Quem sabe faz a hora, não espera acontecer!

“ ‘Mudaram as estações,
NADA mudou...’

Enfim é chegado o tão aguardado pleito,
Na grande falta de bons candidatos, ficamos encabrestados assim como antes de 1930, e somos obrigados a comparecer e eleger um da tramóia para nos representar...
Levantamos cedo e vamos ‘exercer’ a nossa cidadania, um direito conquistado após 20 anos de uma longa e dura ditadura.

Hoje, ao enfim completar os anos necessários para exercê-la, paro para pensar nas ironias presentes em TODAS as eleições.

1ª, que raios de direito é este? Se eu nem ao menos tenho o DIREITO de escolher se eu quero realmente contribuir para a escolha dos representantes?

2ª, nós votamos em ZONAS. Sim, em países do ‘1º mundo’ esta zona significaria área. Maaaas, tratando-se de Brasil, tudo é realmente uma zona.

3ª, deputados, governadores, senadores... São cassados, renunciam e são reeleitos, e quando não o fazem indicam algum familiar para que possam continuar governando.

4ª, não temos realmente candidatos que possam representar qualitativamente esse país. Ou são os ‘pais’ dos pobres e tentam governar através do tão aplaudido popuLIXO, ou liberam as tetas do governo pros bancários, pros latifundiários, pros grandes empresários.

5ª, a principal eleição do país é no ano da copa do mundo, e o nosso país esteve em todas! Somos os maiores campeões do mundo... Claro! Quanto mais alienada a população ficar, melhor!

Entre tantas outras ironias...

Somos um país marcado corrupção, do período colonial até os dias de hoje.
Fomos acostumados a ‘abaixar a cabeça’, ou simplesmente ‘abrir as pernas’ para o que política externa deseja e bem faz da gente.
Somos iludidos por verdadeiros bandidos, que roubam da população e só conseguem investir em seus próprios bolsos!
Pagamos as mais altas taxas de impostos do mundo, e o que recebemos de volta? Bolsa esmola, bolsa isso, bolsa aquilo... Reajustes descentes de salários... DOS POLÍTICOS, é claro! Subsídios aos alimentos que nem se quer consumimos!

E a classe média? E a educação? E a saúde? E a segurança?

Estradas de péssima qualidade, um sistema ferroviário e hidroviário precário, saúde e educação pública abandonados...
Medidas paliativas aos montes que não são mudadas...

E ainda querem que tenhamos esperança?
‘Brasil, o país do futuro!’
Hmf, me poupe... Ta me achando com cara de criança?!?

Onde esta a geração dos que lutaram pela democracia?
Daqueles que seus pais e avós cantaram:

‘Caminhando, cantando, seguindo a canção.
Somos TODOS iguais, braços dados ou não!
Nas escolas, nas ruas, campos, construções,
Caminhando, cantando e seguindo a canção,

Vem! Vamos embora!
Esperar não é saber..
QUEM SABE FAZ A HORA,
NÃO ESPERA ACONTECER!!’

Aonde se esconderam aqueles que tinham vontade pra mudar o Brasil?
Pra realmente desenvolver e alavancar este gigante???

‘Deitado eternamente em berço explêndido... Ao som do mar, e à luz do céu profundo...’?
É sério que vai continuar assim?

Não quero perder as esperanças tão cedo,
Não com uma história inteira para escrever pela frente.
Quando vamos soltar as amarras dos outros? Ficar na sombra, nos restos da lixeira das grandes economias...

Enquanto houver a chama da esperança, eu seguirei tentando.
Não nasci pra ser ‘proletária’ de 'porcos burgueses' de primeiro mundo.
Tão pouco pra ficar apagada na cara 'igualitária' da utopia comunista...

Revolucionária, uma garota com ambições... Fui criada para ser isso!

Pois o mundo só muda quando a gente muda,
E quando a gente muda, o mundo anda para frente.
E quando a gente anda, manda, muda... NINGUÉM manda na gente...

E você, vai continuar assistindo essa palhaçada?
Ou ainda há esperança nesse seu coração pra mudar alguma coisa?”
(Politicagens - Beatriz Santos Gonçalves)




Deixo bem claro desde já.
Não sou filiada a nenhum partido, e tão pouco estou aqui para fazer politica.

Mas não posso simplesmente abaixar a cabeça e aceitar o que estamos vivendo.
Hoje é a minha segunda eleição, minha primeira presidencialista.
E simplesmente anulei o meu voto, não o entreguei para nenhum candidato, não posso confiar e concordar com o que eles dizem.

Sou realmente contra o voto obrigatório, e por isso peço aos que concordam comigo que assinem o abaixo assinado: Não a Obrigatoriedade do Voto no Brasil
Nós temos o direito ao voto, e ele é universal.
Então vamos exercer a nossa cidadania e lutar pelo voto facultativo!

No momento é só,
O post ficou realmente bem grande, eu sei... Mas eu não posso simplesmente ficar quieta...

Acredito que não publico mais nada hoje, então!
Até qualquer dia!
Fui-me! _o/

3 comentários:

Matheus Seixas disse...

Sem mais, perfeito!

Carlos disse...

Concordo que o voto obrigatório é uma vergonha. É anti-democrático ma medida em que só deveria votar quem quer. De resto, estimada aluna, it's hopeless... E como eu digo: a esperança é a última que morre, mas morre... Seu texto está pautado pela revolta e ingenuidade, coisas típicas da sua idade. Eu já fui assim e desisti. Não quero mais mudar o mundo, na verdade, gostaria que ele se mudasse para longe de mim... rsrsrsrs

Carlos disse...

Obs.: EU DETESTO GERALDO VANDRÉ!!!!

Postar um comentário