quinta-feira, 15 de julho de 2010 | By: Beatriz Santos Gonçalves

Nem a distância apaga a chama da paixão.

"Quando sentires a saudade retroar
Fecha teus olhos e verá o meu sorriso.
E eternamente te direi a sussurrar...
O nosso amor a cada instante está mais vivo!

Quem sabe ainda vibrará em teus ouvidos
Uma voz macia a recitar muitos poemas...
E te expressar que esse amor em nós ungido
Suportará toda distância sem problemas...

Quiçá, teus lábios sentirão um beijo leve
Como uma pluma a flutuar por sobre a neve,
Como uma gota de orvalho indo ao chão.

Lembrar-te-ás toda a ternura que expressamos,
Sempre que juntos, a emoção que partilhamos...
Nem a distância apaga a chama da paixão."

(Soneto da saudade - Guimarães Rosa)

Do mal ficam as mágoas na lembrança, E do bem, se algum houve, as saudades.

"Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.

Continuamente vemos novidades,
Diferentes em tudo da esperança;
Do mal ficam as mágoas na lembrança,
E do bem, se algum houve, as saudades.


O tempo cobre o chão de verde manto,
Que já foi coberto de neve fria,
E em mim converte em choro o doce canto.


E, afora este mudar-se cada dia,
Outra mudança faz de mor espanto:
Que não se muda já como soía."

(Mudam-se - Luís de Camões)


Ahhh Camões... Como amo os seus sonetos..
Tenho muita coisa separada aqui, que não são textos meus..
Então vou publicando aos poucos.. =)

Acho que trago algo meu hoje...
Estou buscando os meus textos antigos.. =)
Tenho tantas poesias escritas, e tantas perdidas =/

Enfim..
Por enquanto é só..
Beijos pessoal,
Fui-me!_o/
terça-feira, 13 de julho de 2010 | By: Beatriz Santos Gonçalves

Me elevam, enlouquecem.. Me levam a mente pelos mais doces devaneios...

"Olhares... Ah esses olhares...
Inconstantes, confusos, curiosas
Tão intensos que nos olham na alma
Indiscretos, intensos...
43, 38, 45, ou mesmo um Ak-47...
Aqueles olhares que mexem,
Abalam, estremessem...
Olhares... Os seus olhares...
Que me acendem o fogo,
Queima ao peito...
Me elevam, enlouquecem
Me levam a mente pelos mais doces devaneios...
Despertam desejos escondidos
no sub-mundo da alma...
'Seus olhos, seus olhares
Milhares de tentações...'
Todas as mais doces tentações
Do mundo, da alma, de mim..."

(Olhares, seus olhares... - Beatriz Santos Gonçalves)


É, eu ando um bocado inspirada...
Os textos estão fluindo com naturalidade.. =)
Espero que tenham gostado dos que eu tenho publicado por aqui :)

No momento é só pessoal,
Acho que publico algo mais hoje =)
Beijos pessoal!
Fui-me!_o/
segunda-feira, 12 de julho de 2010 | By: Beatriz Santos Gonçalves

Há alguém dentro de mim, que é mais eu do que eu mesma...

"Sou e serei
Contraditória sempre n'alma
Vivi e viverei
Tudo o escrito em minha história

E não há no mundo quem possa entender
Um ser tão errado e confuso
Complexa
Vivendo de glórias e desusos

Meu eu que em mim vive
Aquela que em mim, sonha
Contrária, então sobrevive
Escrevendo e cantando história

Viver, meu eu não vive
Delira, sofre, renasce
Desentende, muda e acredita
Mesmo distante luta e aje

Sonhos, que sonho acordada
Coragem e audácia me falta
Vivendo a rotina cansada
Mudando a cada segundo. Hora.

E assim incompreendida sigo
Perfeita, maluca, errante
Não há quem no mundo entenda
Essa alma difusa e coisante

Em mim há um eu distante
Que desse mundo rejeita
Tudo aquilo o bastante
Nas palavras sábias faz e vive:

'Eu e mim se dividem
Em uma só certeza
Há alguém dentro de mim,
que é mais eu do que eu mesma...' "

(Eu - Beatriz Santos Gonçalves)


Sem palavras, deixo livre a interpretação =)
Beijocas pessoal!
Fui-me!_o/

Só não deseja quem não vive, só não teme quem não ama...

"Inseguranças... Tão presente ao ser humano
Todos temos medos.. Culpa...
Assim como desejos e ambições
Só não deseja quem não vive
Só não teme quem não ama.

Insegura... Na alma e no coração
Assim levo a vida
Mais pensando do que vivendo
Buscando uma explicação
para tudo o que acontece...

Eu não era assim
Mas tanta cousa aconteceu-me que mudei
Quem dera-me ser diferente...
Sentir mais, Viver mais
Arriscar mais...

Mas não posso, ou melhor... Não consigo...
E enquanto isso vou vivendo
Tentando, libertando e mudando
Todo dia, um novo dia
Todo amanhecer uma nova luta..."

(Alma deserta - Beatriz Santos Gonçalves)


Sim, eu tenho publicado muito mais textos meus.. eu sei =)
Já que tenho recebido incentivos para isso porque não fazê-lo?

Esse texto eu comecei ontem, e terminei hoje nos primeiros raios de sol..
Parei para refletir os porquês de tanta coisa que passa na minha cabeça, devido a coisas acontecidas principalmente no sábado..
Paro e penso.... ou melhor eu paro!
Porque quando começo a pensar não faço mais 'necas'! rsrsrsrs
Enfim..

No momento é só..
Estou pensando se eu publico os outros, mas o meu outro é certo!
Volto daqui a pouco galera!
Beijocas!
Fui-me!_o/

E até lá eu não vou caminhar mais sozinho o distante será o meu vizinho e o tempo será a hora que eu quiser!!! Oras!!!

"Tem hora que a gente se pergunta
Por que é que não se junta tudo numa coisa só?

Boneca, panela, chinelo, carro
O nó que eu desamarro surge pra me dar um nó
Você aparece de repente e coloca em minha frente a dúvida maior
Se tudo que eu preciso se parece,
Por que é que não se junta tudo numa coisa só?

Tem hora que a gente se pergunta
Por que é que não se junta tudo numa coisa só?

Balaio... de domingo eu não saio
De bambu e corda... só se for pra rezar
Luz... no cabelo e nos olhos
No sorriso do justo feito pra iluminar

Cruz... na parede e no púlpito
Nas nossas costas de súbito
Pesadas pra se carregar
Porta... abre e fecha o caminho
O balaio eu carrego sozinho
E ilumino esta cruz com meu jeito de andar... porque...

Tem hora que a gente se pergunta
Por que é que não se junta tudo numa coisa só?

Mãe, primo, pai, avô, padrinho
Zelador, juiz, vizinho
Tio, cunhado, irmão, avó
Família é um assunto complicado
Quem não gosto mora ao lado e o mais velho mora só
Pois traga um colchão aqui pra sala
Por que é que não se junta tudo numa coisa só?

Tem hora que a gente se pergunta
Por que é que não se junta tudo numa coisa só?

Poeta, ouvidor, desenhista, músico, malabarista...
Comediante o que for
Todo mundo procura um lugar, pra poder compartilhar...
Da dor e da alegria
Sarau em Arcoverde só de sexta venho aqui reivindicar
Eu quero isso todo dia
Sarau na Arcoverde só de sexta venho aqui reivindicar
Eu quero isso todo dia

"Para os manos daqui... para os manos de lá!"

Tem hora que a gente se pergunta
Por que é que não se junta tudo numa coisa só?

Católico, evangélico, budista, macumbeiro, corintiano
Espírita ou ateu
Todo mundo busca a paz interna, tâmo aqui pra ser lanterna
Foi assim que Ele escreveu
Palavras e palavras e palavras
E ainda acham que o deus do outro não pode ser meu

Tem horas que a gente se pergunta
Por que é que não se junta tudo numa coisa só?

Quando juntarmos você comigo...
Cordão umbilical e umbigo
A gente vai ser só um
E até lá eu não vou caminhar mais sozinho
O distante será meu vizinho
E o tempo será
A hora que eu quiser!!! Oras!!!

Tem horas que a gente se pergunta
Por que é que não se junta tudo numa coisa só?"
(O teatro mágico - O Tudo é uma coisa só)


AHhh eu amo muito esse grupo!
Demais mesmo, tenho o cd e toda a discografia, vale muito à pena ouvir e conhecer a musica-poesia do 'Teatro Mágico'.. =)

No momento é só..
Tenho mais alguns texto para publicar que ficaram pela semana e mais dois meus um que comecei a escrever ontem e outro que escrevi hoje. =)

Beijos pessoal,
Fui-me!_o/