quinta-feira, 22 de julho de 2010 | By: Beatriz Santos Gonçalves

Vendo o rosto gentil que eu na alma vejo, se acendeu de outro fogo do desejo..

"O fogo que na branda cera ardia,
Vendo o rosto gentil que eu na alma vejo,
Se acendeu de outro fogo do desejo,
Por alcançar a luz que vence o dia.


Como de dous ardores se incendia,
Da grande impaciência fez despejo,
E, remetendo com furor sobejo,
Vos foi beijar na parte onde se via.


Ditosa aquela flama, que se atreve
A apagar seus ardores e tormentos
Na vista de que o mundo tremer deve!


Namoram-se, Senhora, os Elementos
De vós, e queima o fogo aquela neve
Que queima corações e pensamentos."

(Camões - O fogo que na branda cera ardia)


Dei uma sumida... eu sei..
A primeira semana de férias foi bem cheia e conturbada..
Maaas, enfim um pouco de tranquilidade e sossego! \o/

Andei escrevo um pouco, mas todos os textos muito tristes..
Em alguns por fim acabei em prantos..
Talves traga algo mais antigo meu, não quero publicar os novos... =/

No momento é só pessoal!
Fui-me! _o/