terça-feira, 15 de maio de 2012 | By: Beatriz Santos Gonçalves

Puro Modismo

"As vezes me perguntam o que eu acho da moda e suas imposições...
Sinceramente?  Um verdadeiro porre!


Não que não ande na "moda", bem vestida, maquiada...
Muito pelo contrário! Vivo com um pésinho no salto...


Mas, cada vez mais, se você não segue um padrão, você está "Fora de Moda".


Em função dessas imposições ridículas, vivemos em um mundo cada vez mais excluído.
Onde ficou comum estar cada vez mais só em meio a multidão....


É triste!


Pessoas andando super coloridas, com saltos imensos que quase quebram o pé, roupas cada vez mais curtas, homens com roupas justérrimas, mas o mais deplorável pessoas esqueléticas, ao invés de uma magresa saudável...


Okay, nada contra os magros... Qualquer roupa veste bem em vocês...
Mas daí a ser um tipo que se bater um vento voa é demais não??


Não sou magra, nunca fui muito magra... Ao contrário, sempre vesti o M ou G a minha vida inteira...
E nem por isso sou mais ou menos cafona que você!


Claro, não vou me espremer em roupas minúsculas, vestirei o de acordo com o meu peso... Mas isso não significa que não tenho a minha beleza...

Nunca entendi esse culto "às caveiras".

E talves seja tripudiada pelo dito à cima... Como já disse antes, esse assunto de moda pra mim é um PORRE!

Cada um, é cada um.. E cada qual com a sua beleza...
Sou diferente? Sou sim, e fico feliz por isso! Tem que goste do meu jeito, do meu corpo...
E não vou mudar a minha alimentação pra me enfiar num manequim 34, mudo para a minha saúde. Que sempre foi impecável..

Uso 46 e sou mais do que feliz assim...

Não é um tamanho, um número, uma letra, que mudar a pessoa que me ensinaram a ser...

Isso sim deveria estar em moda!
Caráter, saúde, personalidade, desejo, vontade e amor próprio...

E não esse mundo de moda burra..."

(Puro modismo - Beatriz Santos Gonçalves)
segunda-feira, 14 de maio de 2012 | By: Beatriz Santos Gonçalves

Eu chego a fazer barulhos, próximo de um ronronar de um gato preguiçoso...

"Sempre fui muito seu fã.

Em noites de filme e chocolate. Em tardes de sessão da tarde. Em partidas de futebol onde o sol não incomodava e o cansaço não vinha. Em viagens a lugares belos com paisagens lindas regados a um bom vinho, conhaque para alguns e a certeza de risadas para todos, sentados ante uma fogueira ouvindo as notas de um violão que sempre alguém há de levar.


O abraço sempre fica mais gostoso. O namoro, mais interessante.


Até para a moda o frio faz bem. Todos ficam mais elegantes no frio. É uma entidade democrática, veja só.


Ao contrário do calor, o frio se esvai quando não é bem quisto. É só colocar mais roupa. Porém, não adianta você tirar roupa em um lugar escaldante. Você vai continuar com calor.


O frio faz aquela pessoa que você tanto gosta procurar seus braços. Seus carinhos.

O frio é romântico. Ele incita o toque mais ingênuo e o sexo mais safado. Ele pede a proximidade, o contato.

Imagine você e uma pessoa especial, deitados juntos, ela de olhos fechados, agarrada a você. E você olhando para seu rosto lindo, seus olhos, sua boca toda cheia de contornos, que você tanto gosta de beijar, fazendo cafuné e sentindo o calor de sua pele. Talvez seja possível até sentir o pulsar de seu corpo, sentir o movimento da respiração que embala toda sua serenidade. O frio é apaixonante.


É uma delícia dormir no frio. Você se “amoa” no edredom ou no cobertor e dorme tranqüilo. Eu chego a fazer barulhos, próximo de um ronronar de um gato preguiçoso.

E o sorvete? Que se mantém em sua forma, que não se desfaz! Você pode se deliciar com ele sem medo de sujar a roupa/cabelo/dedos/mesa.

Até para trabalhar o frio ajuda mais. Para algumas pessoas mais ainda que para outras. Sabe aquele rapaz engravatado, andando apressado por uma calçada da avenida movimentada da cidade? Com o frio, o paletó é uma proteção, não um estorvo. E ele ainda pode ser usado para proteger ombros femininos desprotegidos ou desprevenidos.


E para aquelas pessoas que sofrem com o frio, procurem o afago de um abraço, um gole de um chocolate quente, uma troca de olhares mudos e um beijo apaixonado..."

( Ah, o frio... - texto tirado de : Memória social)



Amei esse texto, simplesmente traduz tudo o que penso e sinto quanto ao frio...
Sou apaixonada. Quando posso fujo pra um lugar mais frio ainda de onde estou... é tão bom...

Sofro com o calor, e suor.. Com frio esse problema é todo resolvido... Amo demais...

Enfim, passei aqui rapidinho pra não deixar aqui desatualizado...
E como hoje aqui no rio tá uma chuvinha boa, não pude deixar de postar sobre isso =)

Beijocas pessoas!
Fui-me_o/