quinta-feira, 7 de outubro de 2010 | By: Beatriz Santos Gonçalves

Fecho os meus olhos, chegou a primavera...

“Sinto o aroma de um campo de rosas. Apesar da calmaria esse perfume me inquieta...
Fecho os meus olhos, chegou a primavera...
Uma estação tão esperada.

Vejo tantos casais caminhando por entre as pétalas, por entre a brisa e o pôr-do-sol.
O sol me aquece, a brisa desalinha meus cabelos.
Por entre as pétalas, caminho distraidamente.
Vejo-te ao longe. E sem dar-me conta, corro ao teu encontro.
Abraço-te como quem busca proteção, deixando as batidas inundarem meus ouvidos, dando-me a certeza da tua presença.
Ergo meus olhos, e teu sorriso ilumina a minha face.
Fecho os meus olhos, e posso sentir teus lábios nos meus, assim como o desejo do meu corpo deixar-se levar absorto neste momento...

Sinto o aroma de um campo de rosas,
Abro, enfim, meus olhos...
Quimera...
Vejo somente pétalas e lágrimas...
E o outono entender-se sobre meu ser...”
(Campo de rosas - Beatriz Santos Gonçalves)

3 comentários:

Alexandre P. Silva disse...

Adorei esse poema. Parabéns!
Se continuar assim vai ganhar um Prêmio Nobel de Literatura!
Grande abraço! :D

Alexandre P. Silva disse...

Ah, falando em Prêmio Nobel de Literatura, vê se tem alguma coisa no seu baú digital do ganhador deste ano, o Mario Vargas Llosa.
Até mais. :D

Matheus Seixas disse...

"Quando o inverno chegar
Eu quero estar junto a ti
Pode o outono voltar
Eu quero estar junto a ti

Porque (é primavera)
Te amo (é primavera)
Te amo, meu amor

Trago esta rosa (para te dar)
Trago esta rosa (para te dar)
Trago esta rosa (para te dar)

Meu amor...
Hoje o céu está tão lindo (sai chuva)
Hoje o céu está tão lindo (sai chuva)"

O Outono já voltou, ainda não vi a Primavera (nem verei)..

Te amo! Saudades

Postar um comentário