sábado, 1 de maio de 2010 | By: Beatriz Santos Gonçalves

Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis...

"O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos.

A cobiça envenou a alma dos homens... levantou no mundo as muralhas do ódios... e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e morticínios.

Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria.

Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco.

Mais do que de máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido.

(O Último discurso, do filme O Grande Ditador - Charles Chaplin)"


Blogando hoje da casa do meu pai :}
Cara além de um tremendo ator, um ótimo escritor... Um artista sensato, e muito inteligente...
Eu amo os filmes dele, desde os mudos, aos não-mudos.. Ele serve-me de grande inspiranção no teatro.. Na minha carreira amadora de 16 anos de palco...

Indico à todos esse filme, como também o clássico 'Tempos Modernos'.. Assistam, pois vale muito a pena!!

No momento é só pessoal, mas trago muito mais coisa hoje, além de outros do meu amado 'Carlitos'..
Beijocas!
Fui-me!_o/

1 comentários:

Alexandre P. Silva disse...

Vemos tantas porcarias na TV que as vezes deixamos os clássicos de lado. Charles Chaplin foi muito competente no ofício dele ao mostrar um mundo em rápido processo de industrialização e desumanização. Tudo isso se dava a passos largos no início do século passado.

"Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos"; e eu sou bastante cético.

Grande abraço. :D

Postar um comentário