quinta-feira, 27 de maio de 2010 | By: Beatriz Santos Gonçalves

Não sou, nem devo ser, a mulher-maravilha, mas apenas uma pessoa: vulnerável e forte, incapaz e gloriosa, assustada e audaciosa - uma mulher..

"Que o outro saiba quando estou com medo, e me tome nos braços sem fazer perguntas demais.

Que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos porque estou quieta.

Que o outro aceite que me preocupo com ele e não se irrite com minha solicitude, e se ela for excessiva saiba me dizer isso com delicadeza ou bom humor.

Que o outro perceba minha fragilidade e não ria de mim, nem se aproveite disso.

Que se eu faço uma bobagem o outro goste um pouco mais de mim, porque também preciso poder fazer tolices tantas vezes.

Que se estou apenas cansada o outro não pense logo que estou nervosa, ou doente, ou agressiva, nem diga que reclamo demais.

Que o outro sinta quanto me dóia idéia da perda, e ouse ficar comigo um pouco - em lugar de voltar logo à sua vida.

Que se estou numa fase ruim o outro seja meu cúmplice, mas sem fazer alarde nem dizendo ''Olha que estou tendo muita paciência com você!''

Que quando sem querer eu digo uma coisa bem inadequada diante de mais pessoas, o outro não me exponha nem me ridicularize.

Que se eventualmente perco a paciência, perco a graça e perco a compostura, o outro ainda assim me ache linda e me admire.

Que o outro não me considere sempre disponível, sempre necessariamente compreensiva, mas me aceite quando não estou podendo ser nada disso.

Que, finalmente, o outro entenda que mesmo se às vezes me esforço, não sou, nem devo ser, a mulher-maravilha, mas apenas uma pessoa: vulnerável e forte, incapaz e gloriosa, assustada e audaciosa - uma mulher."
(Canção das Mulheres - Lya Luft)


Descobri hoje essa maravilhosa autora na aula de português, graças à minha queridíssima professora Idalina ^^
Estou procurando um conto dela completo (já que só achei uma pequena parte) para publicar aqui pra vocês..
E também estou numa busca descontolável, desejando muito neste momento, o livro dela 'O silêncio dos amantes', li trechos dos contos, e estou apaixonada por esse livro...

Por hoje é só pessoal,
Estou muito cansada, hoje é o meu pior dia, aula no pré e também meu trabalho...
Mas tudo bem, fico devendo dois textos que iria publicar hoje um de Cecília Meireles, e ou do Veríssimo, mas trago amanhã SEM FALTA! rsrsrs já que é o dia mais tranquilo da semana pra mim :}
Beijos pessoal, e boníssima noite à todos! ;D
Fui-me!_o/

2 comentários:

Matheus Seixas disse...

"I could stay awake just to hear you breathing
Watch you smile while you are sleeping
While you're far away and dreaming
I could spend my life in this sweet surrender
I could stay lost in this moment forever
Every moment spent with you
Is a moment I treasure"
(I don´t wanna miss a thing - Aerosmith)

Je ne peux pas vivre sans toi .. Je veux vivre chaque seconde avec toi mon amour..
Avec l´amour..

Alexandre P. Silva disse...

Eu também conheço a Lya Luft, mas não pessoalmente, é claro!. Fiz algumas provas em concursos públicos e me deparei com diversos textos dela.
Grande escritora.
Defensora, através da literatura, das mulheres; muito bom isso.

Até mais. :D

Postar um comentário