quarta-feira, 7 de abril de 2010 | By: Beatriz Santos Gonçalves

Mas, afinal, só as criaturas que nunca escreveram cartas de amor é que são ridículas...

"Todas as cartas de amor são
Ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem
Ridículas.

Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras,
Ridículas.

As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser
Ridículas.

Mas, afinal,
Só as criaturas que nunca escreveram
Cartas de amor
É que são
Ridículas.

Quem me dera no tempo em que escrevia
Sem dar por isso
Cartas de amor
Ridículas.

A verdade é que hoje
As minhas memórias
Dessas cartas de amor
É que são
Ridículas.

(Todas as palavras esdrúxulas,
Como os sentimentos esdrúxulos,
São naturalmente
Ridículas.) "
(Fernando Pessoa)


Post de agora foi indicação do meu amigo Eduardo, então Tx esse post é "seu"!

É um texto que eu já conhecia, e que gosto.. Mas ainda não tinha passado pela minha cabeça publicá-lo aqui..

Espero que tenham gostado do texto, e como eu tenho dito ultimamente, continue mandando sugestões e críticas, e comentando também..

Obrigada à todos que acompanham o blog, se quiser enviar textos, mande pro e-mail oincrivelmundodabia@gmail.com que eu responderei e lerei todos com total carinho!

No momento é só, mas eu trago pelo menos mais dois textos hoje, e talves até um meu!
Beijinhos galera!
Fui-me! _o/

1 comentários:

Alexandre P. Silva disse...

Rá! Agora sei que minhas cartas de amor não eram tão ridículas assim. :D

Postar um comentário